Ricoh co-lidera projeto pan-europeu para a deteção precoce de cancro
17.01.2022

Ricoh co-lidera projeto pan-europeu para a deteção precoce de cancro da pele através de Inteligência Artificial

Ricoh, 17 de janeiro de 2022 - O melanoma é a principal causa de morte entre os cancros da pele, e a nova ferramenta de diagnóstico, com base na Inteligência Artificial, representaria um avanço para os mais de 144 000 novos casos detetados todos os anos.

O iToBoS (Intelligent Total Body Scanner para deteção precoce de melanoma), projeto financiado pelo programa de pesquisa e inovação Horizon 2020 da União Europeia, foi criado com o objetivo de construir uma nova ferramenta de diagnóstico para a deteção precoce do melanoma. Esta ferramenta de avaliação abrangente permitirá a análise das características específicas de cada paciente para permitir o diagnóstico precoce personalizado do melanoma.

Ricoh co-lidera projeto pan-europeu para a deteção precoce de cancro da pele através de Inteligência Artificial

O iToBoS (Intelligent Total Body Scanner para deteção precoce de melanoma), projeto financiado pelo programa de pesquisa e inovação Horizon 2020 da União Europeia, foi criado com o objetivo de construir uma nova ferramenta de diagnóstico para a deteção precoce do melanoma. Esta ferramenta de avaliação abrangente permitirá a análise das características específicas de cada paciente para permitir o diagnóstico precoce personalizado do melanoma.

Ricoh co-lidera projeto pan-europeu para a deteção precoce de cancro da pele através de Inteligência Artificial

Inteligência Artificial na luta contra o cancro


O propósito do projeto iToBoS é formar um sistema de Inteligência Artificial (IA) capaz de integrar informações de diversas fontes, desde imagens e prontuários médicos completos até à genómica. O iToBoS irá desenvolver e validar um novo dispositivo de diagnóstico em conjunto com um assistente cognitivo de IA para treinar profissionais de saúde a realizar um diagnóstico abrangente de cancro da pele feito à medida para o paciente, o que levará a taxas de deteção aprimoradas. Esta nova ferramenta de diagnóstico utilizará os mais recentes avanços da IA para facilitar a utilização de quaisquer dados já obtidos com as tecnologias hoje disponíveis juntamente com os dados adquiridos com o inovador hardware proposto no iToBoS. 

Além disso, os algoritmos subjacentes irão integrar qualquer informação adicional do paciente de várias fontes (por exemplo, histórico médico do paciente, genómica, localização de cada mancha, idade, sexo, etc.) com o objetivo de fornecer uma avaliação holística de manchas individuais, levando em consideração as características específicas de cada paciente. Com exames sucessivos sistemáticos de um paciente, o sistema também será capaz de determinar de forma robusta as mudanças que ocorrem em manchas individuais, uma característica-chave considerada uma das mais informativas na deteção de cancro de pele. A abordagem holística proposta permitirá aos médicos diagnosticar doenças de pele mais cedo e com maior precisão, aumentando assim a eficácia e eficiência na tomada de decisões clínicas personalizadas.

Ricoh co-lidera projeto pan-europeu para a deteção precoce de cancro da pele através de Inteligência Artificial

Melanoma, mais vale prevenir

O cancro da pele é a malignidade humana mais comum e sua a incidência aumentou na última década. Na categoria geral de cancros da pele, o melanoma é a principal causa de morte. Pelas estatísticas mais recentes, o melanoma cutâneo é, atualmente, o sexto tipo de cancro mais comum na Europa, com mais de 144 000 novos casos diagnosticados em 2018.

Felizmente, o melanoma pode ser curado se for tratado precocemente. A mortalidade aumenta com o crescimento do incremento na pele. Mais de 90% dos pacientes com melanoma ainda estão vivos após 5 anos, se tratados precocemente. Se as células cancerosas se espalharam (melanoma metastático), a proporção de pacientes vivos após 5 anos pode ser de 23% ou menos. Por estas razões, o diagnóstico rápido é essencial para garantir que o tratamento seja realizado antes que ocorra a disseminação local e metastática.

Europa e inovação

O iToBoS foi um dos cinco projetos financiados pela União Europeia, entre 158 propostas apresentadas na chamada "Diagnóstico Digital" do programa de investigação e inovação Horizonte 2020 da UE. O projeto tem uma duração de 48 meses e um orçamento total de 12 milhões de euros.

A Ricoh é um dos co-líderes do projeto, juntamente com a Universidade de Girona. A Ricoh faz parte da Comissão Executiva de iToBoS e desenvolve atividades de consultoria, inovação e gestão do conhecimento, contribuindo com a sua experiência na transformação digital em alguns dos setores-chave para a empresa como a saúde e o desenvolvimento da sociedade da informação.

O consórcio, com 19 organizações de 13 países, inclui algumas das principais instituições de pesquisa, académicos, indústrias, empresas, PME e entidades de saúde a nível internacional. Juntamente com a Ricoh, estão a Universitat de Girona, a Bosch, a Fundació Clínic per a la Recerca Biomédica e a Coronis Computing SL. Fazem ainda parte do consórcio as seguintes entidades: Optotune Switzerland AG (Suíça), IBM Israel-Science and Technology Ltd (Israel), Barco NV (Itália), Universidade Técnica Nacional de Atenas- NTUA (Grécia), Gottfried Wilhelm Leibniz Universitaet Hannover (Alemanha), Trilateral Research Limited (Irlanda) University degli Studi di Trieste (Itália), Torus Actions (FR), V7 LTD (UK), ISAHIT (França), The University of Queensland (Austrália), Szamitastechnikai es Automatizalasi Kutatointezet (Hungria), Fraunhofer Gesellschaft zur Foerderung der Angewandten Forschung EV (Alemanha) e Melanoma Patient Network Europe (Suécia).

| Sobre a Ricoh |

A Ricoh é uma empresa tecnológica global que acompanha as empresas à medida que estas se digitalizam para otimizar o seu desempenho empresarial. Um integrador líder de serviços digitais e soluções de impressão e imagem concebidas para impulsionar a transformação digital dos locais e espaços de trabalho.

Com sede em Tóquio, as operações globais da Ricoh chegam a clientes em mais de 190 países e regiões, apoiadas por conhecimentos, tecnologias e capacidades organizacionais adquiridas ao longo dos seus mais de 88 anos de história. No ano financeiro que terminou em março de 2024, o Grupo Ricoh atingiu vendas mundiais de 2348 mil milhões de ienes (aproximadamente 15,2 mil milhões de dólares). A Ricoh Portugal e Espanha iniciou a sua atividade há mais de três décadas. Atualmente, a empresa, com sede no Porto (Portugal), Sant Cugat del Vallés (Barcelona) e Alcobendas (Madrid), tem 17 filiais, 2200 profissionais, 100 distribuidores, 50 000 clientes e um volume de negócios de 365 milhões de euros.

A missão e visão da Ricoh é capacitar as pessoas para se realizarem através do trabalho, compreendendo e transformando a forma como trabalham para libertarem todo o seu potencial e criatividade e alcançarem um futuro sustentável.

Para más información, visite-nos em www.ricoh.pt.